Ínicio > Gatos > Saude-felina > Sarna de ouvido em gatos

Sarna de ouvido em gatos

Sarna de ouvido em gatos

A sarna otodécica em gatos, popularmente conhecida como sarna de ouvido, é muito comum, porém extremamente contagiosa para outros felinos — mas não para nós. Geralmente, se manifesta como uma coceira intensa e insistente, e pode até ser confundida com pulgas. 

O que é sarna otodécica?

O ectoparasita que causa a sarna felina é um ácaro, e existem várias espécies que podem afetar os gatos. Quando falamos em sarna otodécica, sabe-se que o ácaro fica localizado dentro e fora da orelha, sendo possível visualizar os pontos nas áreas afetadas. Quando não é tratada, espalha-se rapidamente pelo corpo do animal, causando muita coceira. 

Tipos de sarna em gatos

  • Sarna Demodécica: tem como principal característica a coceira perto das orelhas e as lesões na cabeça. É popularmente conhecida como “sarna negra”.

Geralmente causada pelo ácaro D. cati, costuma ser mais comum em gatos com baixa imunidade. Não é contagiosa para nós e nem para outros animais.

Pode ser causada também pelo ácaro D. gatoi. Neste caso, torna-se contagiosa e resulta em uma coceira intensa. Costuma ser mais difícil identificá-la pois o ácaro se esconde na pele do animal e geralmente causa a queda de pelos. É necessário fazer exames veterinários para ter um diagnóstico completo.

  • Sarna Notoédrica: sua principal característica é a coceira em excesso que se manifesta em regiões como orelhas, cabeça e patas. É conhecida também como escabiose felina e não é comum em gatos domésticos. Sua transmissão ocorre através do contato e, assim como os cães, nós também podemos ser contaminados. Quando não tratada, a coceira vira crostas que sangram à medida que o animal se coça. 
  • Sarna Sarcóptica: essa é uma das sarnas mais comuns entre cães de rua. Para nós, é contagiosa, porém rara em felinos. Popularmente conhecida como “sarna vermelha” por causa da vermelhidão, escoriações e crostas na pele do animal. 

Sarna de ouvido em gatos: como identificar? 

A identificação da doença ocorre ao observar o comportamento do felino e os sintomas. Há vários tipos de sarna, por isso somente um veterinário pode identificar, por meio de exames, se é realmente a sarna otodécica ou outro tipo. 

Sarna de gato pega em humanos?

Essa é uma curiosidade de muitos tutores e a resposta é sim, a sarna de gato pega em humanos, mas não todos os tipos. A doença é transmitida para animais e para nós também — através do contato com outros seres infectados.

Como acabar com a sarna de gato?

O tratamento para sarna de gato costuma ser fácil e rápido, porém apenas um profissional poderá indicar o tratamento exato após fazer o exame que determina o diagnóstico correto. O tratamento é iniciado assim que o tipo de sarna e o grau da doença são identificados. 

Há vários tipos de produtos com a finalidade de erradicar os parasitas e ectoparasitas. Se o caso for grave, antibióticos poderão ser recomendados. 

Como evitar a sarna felina?

A prevenção contra a sarna felina é baseada em alguns cuidados, como utilizar parasiticidas mensalmente — recomendados sempre por um profissional. Se possível, procure evitar que seu pet tenha acesso à rua e contato com animais contaminados. Simples atitudes podem evitar a infestação ou reinfestação: 

  • Lugares com excesso de felinos oferecem riscos à saúde dos mesmos
  • Aplicação periódica de parasiticidas
  • Manter o ambiente limpo
  • Escovar os pelos do felino
  • Dar banho quando houver necessidade
  • Fazer visitas frequentes ao veterinário 

Ofereça uma alimentação de qualidade

 Max Cat Adulto Salmão & Arroz tem um gostinho especial de salmão e diversos benefícios para a saúde felina, por exemplo:

  • Sem adição de corantes e conservantes artificiais
  • Rica em taurina, que faz bem para o coração do felino
  • Auxilia na saúde do trato urinário
  • É rica em proteínas e vitaminas ideais para uma vida saudável

 

Oferecer Max Cat é ter a certeza de que seu gatinho estará bem cuidado e sempre feliz! <3

Escreva um Comentário

Avalie o post: *

Artigos Relacionados