Ínicio > Gatos > Lar-doce-lar > Como acostumar um gato com outro filhote? 10 passos infalíveis!

Como acostumar um gato com outro filhote? 10 passos infalíveis!

Como acostumar um gato com outro filhote? 10 passos infalíveis!

Uma dúvida muito comum entre tutores de gatos que querem mais de um filho em casa é como acostumar um gato com outro filhote — uma tarefa que não é tão fácil assim, mas, seguindo algumas etapas, você consegue ter sucesso.  

Há diversos motivos para se adotar um novo gato, seja porque você ama esses animais, para salvá-lo do abandono nas ruas ou simplesmente proporcionar uma companhia para seu felino. Saiba que paciência é fundamental nesse momento de introdução.  

1 - Como adaptar gatos?

Nesse momento, é importante priorizar o bem-estar do gato mais velho e do gato filhote também, ou seja, nada de forçar a convivência entre eles. Há um grande risco deles se agredirem e não é isso que você quer, certo? Portanto tenha paciência e siga cada etapa para que essa adaptação aconteça da melhor forma.

Lembre-se de que gatos são adeptos de rotina e não gostam de mudanças, pois são muito territorialistas. O processo pode até ser demorado, mas, no fim, vale a pena ver seus pets dividindo a caminha e brincando horas a fio!

2 - Prepare a casa para o novo gato

Preparar a casa é um passo muito importante e você vai entender o porquê. Quando o novo gato chegar, tudo será novidade para ele — desde o cheiro da casa até os objetos. Por isso é fundamental que ele tenha um espaço só dele, com caixa de areia, água, comida, cama e brinquedos para gatos. Proporcione um ambiente seguro para que a adaptação ocorra de forma natural para o novo morador.

3 - Como apresentar dois gatos

Agora que cada gato tem seu próprio espaço, chegou a hora de apresentá-los um ao outro. Por meio do olfato, eles conseguem perceber novas presenças na casa, portanto não se surpreenda se vir que os gatos ficam “rosnando” cada um de um lado da porta — um novo cheiro pode ser bem assustador para eles. Nesse primeiro momento, o cheiro é a única coisa que eles devem compartilhar, OK?

4 - Compartilhe o cheiro de gato

O cheiro é a principal forma de comunicação entre os gatos, isso acontece porque eles liberam feromônios e, assim, conseguem se reconhecer.

Quer uma dica? Esfregar levemente uma toalha na região das bochechas do gato (onde liberam mais feromônios) e colocar no espaço do outro é uma forma de apresentá-los. O ideal é colocar essa dica em prática quando ambos estão tranquilos, desse modo, eles vão transmitir calma um para o outro. Utilizar essa toalha em brincadeiras para gatos é estimular que eles associem coisas positivas à presença do novo cheiro de gato.  

5 - Um cômodo para cada gato

Nada de colocar os dois felinos em um mesmo ambiente logo de início, hein? Esse é o pior erro que os tutores podem cometer, pois dificilmente os gatos se dão bem de primeira, visto que são animais extremamente territorialistas. Separar os cômodos faz parte dos cuidados com gatos filhotes durante o período de adaptação.

Após alguns dias, é saudável que o novo gato conheça a casa e, para que isso aconteça, a recomendação é fechar o antigo morador em um cômodo, enquanto o novo passeia pelo ambiente. Caso o gatinho não queira sair do quarto imediatamente, não force, OK? Ele precisa se sentir seguro, isso é muito importante. Se por algum motivo ele se estressar, leve-o para o cantinho seguro dele, assim ficará calmo novamente.

6 - Junte os dois no mesmo ambiente

Finalmente, o momento mais esperado pelo tutor: o encontro entre os dois gatos! Sabemos que a ansiedade vem com tudo nessa hora, mas é preciso ter cautela para que as coisas não saiam do controle e não haja risco de brigas.

Preocupe-se com a segurança do gato filhote nesse momento, se tiver um cômodo onde vidros ou janelas possam separar os dois, é uma boa opção. Outra possibilidade é distraí-los com brinquedos para gatos, como a varinha de penas.

Se perceber agressividade por parte de algum deles, ou de ambos, tire-os do mesmo ambiente com calma para não agravar a situação e tente fazer essa apresentação novamente daqui a alguns dias. O importante é ter paciência e respeitar o tempo dos felinos!

Se der tudo certo e eles interagirem bem, pode comemorar! Agora é só deixar eles se conhecerem e estarem juntos, mas fique de olho nos primeiros dias, OK? ;)

7 - Estimule brincadeiras para gatos

A melhor forma de acostumar um gato com outro filhote é investir em brincadeiras — seja com bolinhas, arranhadores ou varinha com penas, brincadeiras são saudáveis e os deixam felizes. Isso facilita a adaptação e interação entre eles.

8 - Não misture as caixas de areia

Quando se tem mais de um felino em casa, é importante ter outra caixa de areia para gatos. Por quê? É simples: alguns gatos não gostam de dividir suas caixas e ficam realmente incomodados quando outro pet utiliza seu “banheiro”. Acima de dois gatos, tenha sempre mais de duas caixas de areia.

9 - Respeite a idade do gato

É bom lembrar que a diferença de idade também influencia no temperamento dos felinos, ou seja, um gato adulto não terá a mesma disposição de um filhote. Portanto aposte em brinquedos para gatos e, dessa forma, seu gato filhote não ficará entediado.

10 - Ofereça recompensas

Quando estão em fase de adestramento ou adaptação, oferecer recompensas é associar aquela atitude do pet a coisas boas, o famoso reforço positivo. E eles amam ganhar recompensas, viu?

Aproveite para investir na alimentação do seu filhote com a Max Cat Filhote Frango — uma ração sem adição de corantes, que auxilia na diminuição do odor das fezes, dá um UP na saúde do coração e contribui para um bom desenvolvimento dos ossos. Seu pet vai adorar!

 

Escreva um Comentário

Avalie o post: *

Artigos Relacionados