Ínicio > Gatos > Comportamento-felino > Como identificar a anemia em gatos?

Como identificar a anemia em gatos?

Como identificar a anemia em gatos?

A anemia em gatos atinge as defesas do organismo do animal, e por meio de sintomas é possível identificá-la. A doença consiste na falta de algum elemento no sangue — e nós também estamos sujeitos a desenvolvê-la.  

Como saber se o gato está com anemia?

Pelo fato da anemia ser causada por outras doenças, é difícil saber se o gato está com o problema, então o recomendado é que o tutor leve-o para uma consulta no veterinário e que sejam feitos os exames de sangue, informando, assim, o diagnóstico correto. Há alguns sinais que podem indicar a doença:

  • Falta de apetite;
  • Perda de peso;
  • Palidez;
  • Mudanças no comportamento.

Quais os sintomas da anemia em gatos?

Os principais sintomas da anemia em gatos são cansaço, letargia e baixa tolerância a exercícios físicos, pois os glóbulos vermelhos são responsáveis por transportar o oxigênio, portanto, quando está com anemia, o organismo do animal não recebe oxigênio suficiente, responsável por manter o funcionamento. Outros sintomas comuns da doença são:

  • Perda de peso;
  • Batimento cardíaco irregular;
  • Perda de apetite;
  • Fraqueza;
  • Letargia;
  • Sangue na urina ou nas fezes;
  • Náuseas;
  • Gengiva, língua e nariz pálidos;
  • Maior sensibilidade ao frio. 

O que causa a anemia felina?

A anemia em gatos pode ser causada pela redução de glóbulos vermelhos na corrente sanguínea e também por doenças renais, intestinais, verminoses, retroviroses ou perda de sangue devido a algum acidente.

Há casos mais raros nos quais a anemia felina ocorre devido a doenças graves, como câncer, imunodeficiência ou leucemia felina. 

Como é feito o diagnóstico da anemia felina?

É possível diagnosticar a anemia em gatos por meio de dois tipos de exame que retiram amostras de sangue:

Hemograma: esse exame fornece dados completos sobre os elementos do sangue — glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas.

Hematócrito: um método que indica o volume de glóbulos vermelhos presentes no sangue do animal, determinando se está normal ou se há presença de anemia.

Qual a relação da FIV e da FeLV com a anemia em gatos?

A FIV (imunodeficiência ou AIDS felina) e a FeLV (leucemia felina) são doenças crônicas transmitidas por mordidas, lambidas e ambientes com aglomeração de gatos. Animais afetados por esses vírus acabam tendo o sistema imunológico comprometido e não conseguem combater infecções de maneira simples. Dessa forma, seu organismo fica exposto a doenças secundárias à anemia felina, por exemplo.

Tratamento para gato com anemia

O tratamento da anemia felina vai depender principalmente da causa, e se for uma anemia em estágio muito avançado, será necessário fazer uma transfusão de sangue para restaurar os níveis de glóbulos vermelhos.

Em geral, trata-se a doença causadora e não a anemia diretamente, portanto cada caso deverá ser analisado particularmente por um profissional. Alguns veterinários podem indicar vitamina para anemia em gato para garantir a produção de glóbulos vermelhos e auxiliar no aumento do apetite.

Ofereça uma ração de qualidade

Oferecer uma ração de qualidade, balanceada e adequada para a idade do felino, é extremamente importante para manter a saúde do pet em dia. Além, claro, de oferecer carinho, amor, água fresquinha e levá-lo ao veterinário para consultas regulares. 

A Max Cat possui uma linha de produtos para cada fase da vida do seu gato. São rações para gatos filhotes, rações para gatos adultos, rações para gatos castrados e substitutos do leite materno. Além disso, você conta também com a opção de patês — suculentos, deliciosos e nutritivos.

Um gato saudável apresenta bons sinais e você pode reconhecê-los facilmente:

  • Focinho úmido significa que está tudo bem, pois quando estão secos, é um sinal de alerta e, na maioria dos casos, doença.
  • A pelagem uniforme e sem falhas também indica que a saúde do gato está em dia e que não há parasitas ou tumores pelo corpo dele.
  • Lábio superior e gengivas rosadas? Pode ficar tranquilo, pois se estão dessa forma, é sinal de que não há anemia na história.
  • Orelhas sem secreção ou odor também são bons sinais de que infecções e sarnas estão longe do seu bichinho.
  • E os olhos? Como estão? Com aspecto saudável, vivos e brilhantes? Então está tudo ótimo! Quando há algum problema, surge uma terceira pálpebra, alteração na cor dos olhos ou eles começam a lacrimejar. Fique atento!

O mais importante é sempre cuidar bem da saúde do seu melhor amigo e ao notar qualquer sintoma incomum, levá-lo ao veterinário imediatamente. <3

Escreva um Comentário

Avalie o post: *

Artigos Relacionados