Ínicio > Cães > Saude > Vacina para cachorro filhote: quando começar?

Vacina para cachorro filhote: quando começar?

Vacina para cachorro filhote: quando começar?

A chegada de um cachorro filhote em casa é felicidade pura, mas também desperta várias dúvidas. A principal preocupação do tutor é a saúde e o bem-estar do novo integrante. A vacinação de cães é extremamente importante para evitar doenças que podem prejudicar o desenvolvimento do animal. 

Quando começar a vacinação de cães

A vacina para cães filhotes não possui um protocolo, porém é indicada a partir de 45 dias de vida. Quando se inicia a fase de desmame, os anticorpos da amamentação começam a diminuir e o animal fica vulnerável a vírus e bactérias. Agindo como mecanismos de defesa, as vacinas para cachorro fazem com que o organismo produza seus próprios anticorpos, combatendo possíveis doenças caninas. Porém se o seu pet estiver com qualquer tipo de enfermidade, não deve ser vacinado.

As principais vacinas para cachorro filhote, consideradas obrigatórias, são: V6, V8, V10 e antirrábica.

  • V6, V8 ou V10 - A primeira dose é aplicada de 6 a 8 semanas de vida. O veterinário dirá qual é a mais indicada para seu cachorro. Serão administradas três doses com intervalo médio de 21 dias. 
  • Antirrábica – Deve ser aplicada com 24 semanas de vida e possui apenas uma dose. 

Doenças caninas que são evitadas com a vacinação de cães

Sabemos que muitas enfermidades serão evitadas se você vacinar seu cão corretamente, porém as vacinas obrigatórias protegem o seu pet de doenças com mais ocorrências no Brasil. Vamos conhecer algumas dessas enfermidades:

  • Cinomose: Uma doença altamente infecciosa, combatida pela vacina V8 e pela vacina V10. A cinomose afeta apenas cães, não é transmitida para gatos. Os principais sintomas são: apatia, diarreia, perda de apetite, vômito, febre, secreções nasais e oculares. Na fase evoluída, pode apresentar paralisias, convulsões e falta de coordenação do animal.

 

  • Parvovirose: A parvovirose, também muito perigosa, é uma enfermidade que se manifesta de duas formas:
  1. Distúrbio gastrointestinal grave: Causa diarreia com sangue nas fezes e cheiro forte, febre, apatia, falta de apetite, desidratação e perda de peso.  
  2. Miocardite aguda: Ataca o coração, causando insuficiência cardíaca e morte súbita, principalmente em cachorros filhotes.

    As medicações indicadas para evitar que seu cão tenha parvovirose são as vacinas V8 e V10.

  • Hepatite infecciosa canina: Doença severa que acomete o fígado, causando sérias lesões, muitas vezes irreversíveis. Ela é transmitida pelo adenovírus canino do tipo 1, encontrado em secreções, urina e sangue de outros animais doentes. Como é difícil de ser diagnosticada, causa morte súbita em cães filhotes ou com imunidade baixa, sendo confundida com um possível envenenamento. Outros sintomas podem ser percebidos, como: sangramento no vômito, urina e fezes, dor abdominal intensa, febre, apatia e perda de peso. Vacinas que evitam a doença: vacina V8 e vacina V10.
  • Leptospirose: Uma das mais difíceis de ser identificada por possuir vários sintomas parecidos com outras doenças. A leptospirose também causa a morte canina se não for corretamente tratada e prevenida com a vacina V6, V8 ou V10. Comumente conhecida como “a doença dos ratos”, é transmitida por contato direto com urina ou secreções de um animal já infectado. Os principais transmissores, além dos ratos, são gambás e guaxinins. Sintomas: prostração, febre, vômito, perda de apetite e icterícia (cor amarelada da pele, branco do olho e mucosas). 

Reações da vacina para cachorro filhote

Algumas vacinas podem causar reações adversas em seu cachorro filhote. As mais frequentes são: febre, dor na região onde foi aplicada e sensação de desânimo e/ou tristeza. Não é preciso ficar preocupado com os sintomas, pois a vacina nada mais é que o próprio vírus atenuado com a função de induzir o aumento da imunidade do cachorro. Em dois ou três dias, seu animalzinho já estará cheio de energia novamente. Outros casos, como queda de pelos ou reações alérgicas mais graves, são muito raros, mas caso ocorram, o cão deverá ser levado imediatamente ao veterinário.      

Mantendo em dia a carteira de vacinação de cachorro

A vacinação em cães filhotes é importante para a proteção da saúde do seu animal, porém o cuidado não acaba aí. Elas precisam de reforço para que seu pet fique livre das doenças caninas. O veterinário indicará as próximas datas da medicação e lhe dará uma carteira de vacinação de cachorro. Guarde-a muito bem e siga à risca todas as instruções dadas pelo profissional.

Lembre-se: vacina em dia é garantia de saúde e longevidade do seu animal! Nunca deixe seu amigo desprotegido.

Ração para cachorro filhote

Além de protegido, seu pet precisa estar bem alimentado, e quando se trata da melhor alimentação para o seu cãozinho, nós temos a solução:

Com Max Professional Line Performance Filhotes Cordeiro, Frango e Arroz, seu filhote estará ingerindo um alimento completo, que possui todas as vitaminas necessárias para que cresça forte e saudável. Produzida com proteínas de alta qualidade e ingredientes selecionados, como linhaça (fonte de ômega-3) e arroz (excelente fonte de carboidratos), o novo integrante da família terá muita energia para brincar e correr pela casa. Além dessa delícia, a Max Total Alimentos possui rações balanceadas para os cães de todas as idades, cuidando do seu melhor amigo em todos os momentos da vida. Proteger e nutrir são ingredientes essenciais, e disso nós entendemos muito bem!

Escreva um Comentário

Avalie o post: *

Artigos Relacionados