Ínicio > Cães > Saude > O que interfere no tempo de vida do cao

O que interfere no tempo de vida do cao

O que interfere no tempo de vida do cao

Os cães estão vivendo mais e com mais saúde, graças aos avanços da medicina veterinária (cuidados, alimentação, ferramentas de diagnóstico, tratamentos, etc.). Mas se a velhice é uma noção bastante subjetiva, a expectativa de vida é um dado estatístico que varia principalmente de acordo com o tamanho do cão, sua raça e seu estilo de vida.

Conhecer a expectativa de vida do seu cão também é uma forma de se preparar melhor para acompanhá-lo nas diferentes fases de sua vida. Há diversos fatores que interferem no tempo de vida do seu cão.

Raça e hereditariedade

As características hereditárias desempenham um papel importante na saúde e na expectativa de vida de um animal. Algumas doenças caninas são passadas de geração em geração. Portanto, um filhote que sofre de um defeito congênito provavelmente viverá menos do que um filhote perfeitamente saudável.

Cães pequenos têm uma expectativa de vida maior do que cães grandes. Estima-se que a expectativa de vida diminua em meio ano para cada 10 kg adicionais.

O temperamento do cão

Diferentes estudos mostraram que, para o mesmo tamanho, cães obedientes e disciplinados vivem mais do que cães turbulentos e agitados. Isso é bastante lógico: cães obedientes e calmos têm menos comportamentos "arriscados" que colocam suas vidas em risco.

Assim como para os humanos, a ansiedade e o estresse crônico reduzem a expectativa de vida dos cães.

Hábitos saudáveis

Uma grande parte da vida de um animal depende diretamente de seu estilo de vida e higiene. Vários critérios são essenciais para garantir uma vida longa ao seu cão:

  1. Dieta: uma alimentação de qualidade, boa hidratação garante mais qualidade de vida.
  2. Atividade física: um cão precisa de um mínimo de exercício para não engordar. Um cão obeso tem maior risco de doenças cardiovasculares e menor expectativa de vida.
  3. Cuidados: acompanhar cuidadosamente a vacinação e desparatisação do cão e levá-lo regularmente ao veterinário ajuda a prevenir o aparecimento de doenças e, portanto, aumenta a longevidade do cão.
  4. Castração: considera-se que a esterilização do cão permite aumentar a expectativa de vida de um animal, limitando um certo número de cânceres e distúrbios de saúde.

 

Escreva um Comentário

Avalie o post: *

Artigos Relacionados