Ínicio > Cães > Saude > Perigos do calor excessivo nos cães

Perigos do calor excessivo nos cães

Perigos do calor excessivo nos cães

A estação mais quente e alegre do ano pode esconder perigos para nossos melhores amigos. Isso porque a alta temperatura, associada a uma ampla variação na umidade do ar — que alterna dias muito secos com aqueles muito úmidos — podem predispor a uma série de problemas para os pets.

 

Nas altas temperaturas, parasitas externos como pulgas e carrapatos encontram condições perfeitas para se reproduzir e, assim, mesmo animais protegidos vivendo em apartamentos podem ficar mais expostos quando passeiam na rua.

É Importante o uso de produtos preventivos contra pulgas e carrapatos, prestando atenção no prazo de validade das aplicações, que geralmente gira em torno de três semanas. 

A hipertermia ou insolação também é problema comum nesta época do ano. Apesar de atingir principalmente cães braquiocefálicos — isto é, aqueles com focinho curto, caso de Buldogue, Pug e Lhasa Apso, entre outros, todas as raças estão sujeitas a ela.

Para evitar um transtorno do tipo, recomendamos evitar passear em horários muito quentes, como aqueles ao redor do meio-dia. Priorizar o período logo pela manhã ou à noite muitas vezes é o suficiente para a prevenção.

Além disso, é crucial manter o animal hidratado ao longo de todo o dia, oferecendo a ele água fresca e abundante. Durante os passeios, também temos de respeitar se o pet estiver mais cansado e ofegante.

Em alguns casos, pode ser necessário apelar para ventiladores de ambiente ou ar-condicionado. Isso vale especialmente para raças oriundas de regiões muito frias, como os suíços Bernese e São Bernardo.

Tem mais: animais de pele e pelagem branca exigem atenção redobrada, o que inclui o uso de protetor solar. Isso mesmo! Existem produtos próprios para os cães.  Devem ser aplicados sobretudo nas áreas mais expostas ao sol, como focinho, barriga e pontas das orelhas. É uma medida que ajuda a prevenir queimaduras e câncer de pele.

Ao se preparar para a temporada mais quente, não se esqueça de incluir as medidas de proteção ao seu pet. Converse com seu veterinário e planeje-se para que você e seu melhor amigo possam curtir o calor

Podemos tomar alguns cuidados e claro quem puder pode ajudar um animal que vive na rua como dando água, comida quando encontrar um. Eles vão ser gratos e você estará fazendo um bem tanto pra eles quanto pra vocês.

Cães e gatos, além da pelagem, que piora a sensação de calor, não possuem glândulas de suor, ou seja, eles não suam como as pessoas. O mecanismo da sudorese faz com que a temperatura do organismo diminua. Sem esse recurso, os animais ficam de boca aberta no calor, ofegando, isto é, fazendo com que o ar frio entre e resfrie seu corpo. Quanto mais ofegantes estão, mais calor estão sentindo.

Algumas dicas de cuidado com eles nesse nosso verão:

1.            Deixe sempre água fresca, pode ser resfriada (gelada não) no bebedouro. Troque várias vezes durante o dia e nunca deixe sem água.

2.            Cuidado na hora dos passeios: não leve nos horários mais quentes (exemplo das 10h – 17h), pois além do calor eles podem queimar as patas devido o chão muito quente e tente andar em lugares sombreados.

3.            NUNCA deixe seu animal de estimação preso dentro do carro, mesmo que os vidros fiquem semiabertos.

4.            Se a raça do seu cão pode ser tosada, diminua bastante a pelagem deles durante o verão.

5.            Vamos observar o local que seu animal de estimação fica, afinal deve ter sempre uma sombra durante o dia, independente da casinha deles e que a mesma não fique no sol, pois esquenta muito e faz mal para ele.

6.            Cuidados com piscina, quem tem labrador sabe que amam água, eles podem brincar mais as vezes não conseguem sair da piscina o que causa afogamento.

7.            O tapete gelado é uma ótima opção para seu pet, ele foi desenvolvido com um gel especial que, para resfriar, necessita apenas do peso do corpo do animal. Ou seja, nada de eletricidade, refrigeração, água ou baterias: para que o tapete fique geladinho, basta seu pet ficar em cima dele por alguns minutinhos!

8.            Caso seu animal esteja muito ofegante num dia quente, dê um banho frio ou molhe seu corpo para refrescá-lo, pode colocar um pano úmido no corpinho deles que ajuda.

 

Escreva um Comentário

Avalie o post: *

Artigos Relacionados