Ínicio > Cães > Saude > OS CACHORROS ENXERGAM CORES?

OS CACHORROS ENXERGAM CORES?

OS CACHORROS ENXERGAM CORES?

Esta é, provavelmente, uma das perguntas mais frequentes sobre os cães.

Por muito tempo acreditou-se que os cachorros enxergavam o mundo em preto e branco, mas esse mito foi derrubado há alguns anos, após a realização de estudos científicos mais precisos.

E a resposta simples, de que os cães são daltónicos tem sido mal interpretada pelas pessoas, no sentido de pensarem que eles apenas enxergam tons de cinzento. Os cães enxergam cores, mas as cores que enxergam não são tão ricas como as observadas pelos seres humanos.

A retina das pessoas e dos cães contêm dois tipos de células: cones e bastonetes; os bastonetes cuidam da visão em condições com pouca luz, e os cones são os responsáveis pela visão de cores e detalhes. 

Os cães têm menos cones do que os humanos, o que sugere que a sua visão de cores não seja tão rica nem tão intensa como a nossa.

No entanto, o truque para enxergar a cor não é apenas ter cones, mas ter vários tipos de cones, cada um sintonizado com diferentes comprimentos de onda da luz.

Os humanos têm três tipos de células cone fotorreceptoras, as quais captam onda longa (vermelho), onda média (verde) e onda curta (azul), enquanto os cães têm apenas dois tipos, captando apenas ondas curtas e longas (azul e amarelo). Esse fato tem sido usado para sugerir que os cães podem ser incapazes de perceber as diferenças entre os sinais de cor verde, amarelo e vermelho. No entanto, há algumas evidências que sugerem que os cães podem ser capazes de perceber essas cores (por exemplo, vermelho e verde), mesmo sem possuir as células fotorreceptoras de cone. Assim, mais pesquisas são necessárias para entender até que ponto os cães percebem as cores.Por outro lado, se o mundo, para os cães, é mais desfocado e menos colorido que o nosso, a escuridão, para eles, é menos ameaçadora. É que, comparada à nossa, a retina dos cachorros (parte do olho que percebe a luz) conta com mais células bastonetes, adaptadas para condições de pouca luminosidade, e menos células cones, envolvidas na percepção das cores e detalhes.

Gostou dessa informação? Então compartilhe este link com seus amigos!

 

Escreva um Comentário

Avalie o post: *

Artigos Relacionados