Ínicio > Cães > Saude > Doença do carrapato em cães - Como tratar?

Doença do carrapato em cães - Como tratar?

Doença do carrapato em cães - Como tratar?

A doença do carrapato é um problema que merece atenção, pois pode causar muitos prejuízos à saúde do cachorro. Se não tratada logo que forem notados os primeiros sintomas, a doença pode ser fatal. Infelizmente, ainda não existem vacinas que protegem o cão, mas é possível evitar algumas situações que deixam o animal exposto.

Cuidar da saúde do seu cachorro é muito importante e isso deve ser feito todos os dias, oferecendo a ele uma boa ração para cães, passeando todos os dias, dando muita atenção e carinho, e observando qualquer mudança de comportamento que ele possa ter para identificar problemas como a doença do carrapato.

Tipos de doença do carrapato

O carrapato marrom é o responsável pela transmissão do problema. Ele se aloja no corpo do cachorro e se alimenta do seu sangue, causando duas doenças distintas: a erliquiose e a babesiose. As duas são conhecidas como doença do carrapato, mas possuem diferenças.

A erliquiose é uma doença infecciosa causada por uma bactéria que atua na destruição dos glóbulos brancos do animal. A babesiose, ao contrário, ataca os glóbulos vermelhos do cachorro e é causada por um protozoário — Babesia ssp.

Prevenção da doença do carrapato em cães

As duas formas da doença do carrapato ainda não possuem vacina, por isso a melhor maneira de prevenir é mantendo os carrapatos bem longe do seu cachorro. Deve-se desparasitar sempre o ambiente onde ele vive, manter a grama do jardim baixa e desparasitar o cachorro com sprays, banhos e coleiras antiparasitas.

O principal erro dos tutores no momento de fazer a prevenção é fazer a inspeção apenas no cachorro e deixar de fazer uma limpeza geral no ambiente, pois a maior parte dos ovos, larvas e ninfas que dão origem ao carrapato estão espalhados pelo ambiente, principalmente em locais frequentados por muitos animais.

A melhor prevenção é mesmo manter os cães em locais limpos e longe do contato com carrapatos. O uso de carrapaticidas no ambiente em que eles vivem ou mesmo o uso do carrapaticidas do tipo “pour on” — que podem ser aplicados diretamente nos animais — pode ser necessário para manter o seu amigo a salvo.

Evite passeios por locais com grama alta e não deixe de colocar uma coleira antiparasita no seu amigo. Caso você tenha o hábito de deixar seu cão em hotel para cachorro durante viagens, é importante certificar-se de que o local toma todos os cuidados necessários para manter a segurança e saúde do seu animal.

Sintomas da doença do carrapato em cães

Saber identificar os sintomas da doença do carrapato é importante para que você consiga ajudar seu amigo logo no início do problema, buscando a ajuda de um veterinário.

No começo da doença, os sintomas são muito parecidos com os de outros problemas, sendo a presença de carrapato no animal um fator importante para o diagnóstico. Por isso esteja sempre de olho na pelagem do cão e faça escovações frequentes, dessa forma será fácil a interpretação de possíveis sintomas que possam aparecer.

A frequência indicada para fazer a escovação no cachorro depende muito do tipo de pelagem dele, por isso peça orientação do seu veterinário para determinar a rotina de escovação.

Fique atento para notar quando algo estiver fora do normal. Os sintomas das duas doenças são muito parecidos. Veja quais são:

  • febre;
  • apatia;
  • mucosas pálidas ou amareladas;
  • fraqueza muscular;
  • perda de peso;
  • desidratação;
  • falta de apetite;
  • vômitos;
  • dor abdominal;
  • anemia.

Tratamentos da doença do carrapato

Para conseguir a cura completa do animal é essencial fazer o tratamento assim que os sintomas aparecerem, por isso é muito importante levá-lo ao veterinário logo que perceber alguma mudança de comportamento.

A babesiose é tratada com piroplasmicidas, que destroem o parasita. Outras complicações podem surgir a partir da doença, e então cada uma deve ser tratada separadamente.

A erliquiose é tratada com antibióticos e outros medicamentos. Pode ser preciso fazer também o tratamento com soro e transfusão de sangue. Mas é importante ressaltar que apenas o veterinário pode fazer o diagnóstico e orientar os cuidados.

A automedicação pode colocar o animal em risco e causar problemas irreversíveis.

Dicas para acabar com carrapato em cachorro

Para acabar com carrapato em cachorro é fundamental seguir todas as orientações do seu veterinário e dar uma atenção especial à eliminação dos parasitas nos ambientes frequentados pelo cão. O primeiro cuidado que se deve ter é descobrir o foco da infestação.

Não adianta livrar seu cãozinho desses parasitas e não acabar com os que ficam espalhados pela casa. Os ovos, larvas e ninfas ficam no ambiente, por isso invista em uma limpeza cuidadosa e faça dedetização do local para eliminar totalmente o problema.

Caso o animal tenha acesso à parte interna da casa, é importante investir em uma limpeza completa, não apenas no quintal. Não se esqueça do sofá e lençóis, se o seu amigo costuma ter contato.

Cuidados com o cachorro

Para proteger o sistema imunológico do seu cachorro, dê sempre a ele muito amor e carinho, água limpa e fresca à vontade, e uma ração para cachorros feita com ingredientes de primeira qualidade e adequada para a idade e o tamanho dele.

A Max Total Alimentos oferece uma linha completa de rações para cães de todas as idades e tamanhos. Conheça as opções e escolha a ração mais indicada para o seu companheiro.

Escreva um Comentário

Avalie o post: *

Artigos Relacionados