Ínicio > Cães > Saude > CUIDADOS COM UM CAOZINHO RECEM NASCIDO

CUIDADOS COM UM CAOZINHO RECEM NASCIDO

CUIDADOS COM UM CAOZINHO RECEM NASCIDO

Recebendo um cãozinho recém-nascido

Ter um novo bebê de quatro patas não é uma tarefa, é um prazer! No entanto, ao contrário de cães já adultos, os cãezinhos recém nascidos têm o sistema imunológico muito frágil e é necessário muito cuidado na fase inicial da sua vida.

A menos que você já tenha um cãozinho em casa, cuidar de um filhote será sempre uma tarefa recheada de dúvidas e incertezas, principalmente quando eles ainda dependem da sua mãe e ela não está por perto. Substituir a mãe neste período crítico é um desafio que implica muita responsabilidade, mas que também é muito gratificante.

Nas duas semanas seguidas ao parto o filhote é totalmente dependente da mãe. Durante este período, os seus sentidos desenvolvem-se rapidamente: equilíbrio, visão, audição, tato, paladar e o faro evoluem todos em direção à maturidade do cãozinho.

Primeiro de tudo, é necessário determinar a idade do cãozinho. Os cachorrinhos só abrem os olhos entre o 10º e o 15º dia, portanto se ainda estão com os olhos fechados significa que é muito pequeno e que vai precisar de maior atenção e cuidado.

Vamos ver agora alguns cuidados básicos que se deve ter com um cãozinho recém-nascido.

Alimentação

No mercado já é possível encontrar leite industrializado que satisfaz as necessidades nutricionais dos recém nascidos. É importante usar as mamadeiras próprias para cãezinhos recém nascidos. Mantê-lo numa posição fisiológica natural (patinhas para baixo) para evitar engasgamentos e possíveis pneumonias por aspiração.  É importante seguir as instruções do produto, aquecendo o leite em banho-maria.

A partir da 3ª semana já poderá ser oferecida ração seca apropriada para cães filhotes, que deve ser a mesma que a mãe está ingerindo durante o período final da gestação e durante a lactação. No entanto, é importante fazer o desmame de forma gradual, o qual tende a ocorrer até por volta da 6ª semana de idade. Quando estiverem se alimentando apenas com ração, os filhotes deverão ser alimentados 4 a 5 vezes por dia, para não exacerbar a capacidade do trato gastrintestinal que ainda está em formação. (aqui é uma oportunidade de apresentarmos nossos produtos filhotes. Por favor, incluir)

Caminha do filhote num local calmo e quentinho.

A caminha do filhote deverá ser confortável e limpa.

Escolha um local quente e sem muitas correntes de ar (na primeira semana de vida a temperatura ambiente deve ser cerca de 33ºC). Podem ser usadas bolsas de água quente envoltas em toalhas ou como alternativa aquecedores ou ventiladores, que devem ser utilizados com precaução e de maneira a não termos uma temperatura demasiadamente alta, nem o ar demasiado seco.  Quando tiverem cerca de duas semanas de idade, os cãezinhos já conseguem controlar melhor a sua temperatura corporal e podemos ir diminuindo gradualmente a temperatura para algo em torno de 20ºC.

Uma dica muito bacana é colocar junto à caminha um relógio de ponteiros, pois o tic-tac  lembra a frequência cardíaca da mãe. Apesar dos recém-nascidos ainda não terem capacidade auditiva, as vibrações têm um efeito calmante.

Estimulá-los a fazer as necessidades no lugar certo, usando um algodão com água morna para massagear e limpar a zona anal e genital, simulando a ato de limpeza feito pela mãe. Seque bem o filhote após cada defecação, com cuidado para não irritar a zona anal. Por volta das 3 semanas os filhotes começam a urinar e a defecar sozinhos e é recomendado estabelecer uma área para as suas necessidades (usando jornais ou tapetes higiênicos) habituando-os a fazerem somente nesta área.

Nas primeiras semanas, ainda devemos ficar bem atentos para os seguintes pontos:

  • Apetite – consultar o veterinário caso ele deixe de comer.
  • Atividade – perceba se a cada dia o filhote está mais esperto e ágil.
  • Crescimento – pese o filhote semanalmente e anote seu peso.
  • Hábitos de higiene – consultar o veterinário caso a urina ou fezes mudem de aspecto.
  • Vermifugação – com 15 dias de idade, os filhotes devem iniciar o seu protocolo de vermifugação e caso estejam com pulgas também devem ser desparasitados com produtos apropriados para a sua idade, para que não sejam tóxicos.

Enquanto o filhote não estiver vacinado contra as principais doenças ele não deve entrar em contacto com outros animais, especialmente se não estiverem vacinados e deve ainda permanecer em casa ou num local onde não tenha acesso a áreas possivelmente contaminadas com vírus transmissíveis por outros animais.

 

Cuidar de um cãozinho não é apenas levar em consideração a alimentação e a higiene. Nos primeiros tempos de sua vida, temos que ter atenção ao seu comportamento. Assim como os bebês humanos, a educação de um cãozinho pode não ser uma tarefa muito simples. Se o tuto sentir que não está apto para cuidar deste filhote, é muito importante que peça ajuda a profissionais da área.

 

Escreva um Comentário

Avalie o post: *

Artigos Relacionados