Ínicio > Cães > Saude > Cachorro tem conjuntivite?

Cachorro tem conjuntivite?

Cachorro tem conjuntivite?

 

Embora algumas pessoas ainda não conheçam essa doença, a conjuntivite em cães é uma realidade muito recorrente e perigosa aos animais. Quando vemos alguma alteração no olho do cão, logo nos perguntamos: “Cachorro tem conjuntivite?”. A resposta é sim! Os peludos podem contrair essa doença e ela deve ser tratada com muito cuidado e rapidez. Você quer saber como identificar e tratar esse problema? Venha com a gente, que esse artigo vai deixar você por dentro do assunto!

 

O que é conjuntivite em cães

 

A conjuntivite se caracteriza pela inflamação na parte interna da pálpebra e pode afetar a parte interna do globo ocular. Não existe uma única causa que desenvolve essa doença no olho do cachorro, podendo ser causada por: 

 

  • Corpo estranho nos olhos

  • Ressecamento ocular

  • Trauma ou colisão

  • Infecção ou inflamação

  • Malformação no tecido ocular

  • Alergias

Independentemente do agente causador da doença, é sempre bom ficar atento às diferentes formas que ela se manifesta. Além da conjuntivite canina comum, existem as conjuntivites viral, bacteriana ou fúngica. Elas podem estar ligadas a muitas doenças secundárias, como cinomose, hepatite, doenças respiratórias ou pela baixa imunidade do cachorro. É importante ficar de olho em todos os sintomas apresentados pelo peludo.

Sintomas da conjuntivite em cães 

O cachorro com conjuntivite possui alguns sintomas bem específicos da doença, são eles:

 

  • Dificuldade para abrir o olho afetado: normalmente esse sintoma começa a aparecer em apenas um dos olhos, podendo passar para o outro com o tempo.

  • Vermelhidão: essa é uma ocorrência muito comum, a maioria dos cães com conjuntivite apresenta olhos vermelhos e irritados.

  • Lacrimejamento excessivo: a irritação, as lágrimas recorrentes e uma coceira persistente podem incomodar muito o animal. É importante evitar que ele se coce, pois essa atitude causa feridas nos olhos e pode complicar o quadro da doença. Importante: esse lacrimejamento pode ser confundido facilmente com a lágrima ácida, porém são problemas totalmente diferentes que devem ser investigados por um profissional.   

  • Secreção amarelada ou esverdeada: esse tipo de sintoma aparecerá caso a conjuntivite esteja em um grau elevado ou se o cachorro estiver contraído o problema por meio de alguma outra doença.      

  • Sensibilidade à luz: o tutor perceberá que o cão com conjuntivite vai procurar os locais com menos claridade. Isso acontece, porque os olhos doem com a exposição à luz, um problema também conhecido como “fotofobia”.         

Caso o tutor perceba que o animal está com algum desses sintomas, é muito importante levá-lo ao veterinário para que ele possa dar o diagnóstico correto.

Como identificar a doença e tratar o cachorro com conjuntivite?

O tratamento para conjuntivite em cães deve ser prescrito sempre por um profissional. Por isso, se notar que o seu cão está com algum problema ocular, leve-o ao veterinário. 

 

Existem várias formas de identificar essa doença, conheça algumas delas:

 

Exame da conjuntiva: o médico irá observar se existe algum corpo estranho ou algo anormal no globo ocular.

 

Exame de lágrima: conhecido também como Teste de Shirmer, nesse método é utilizado uma tira de papel que identifica a quantidade de lágrimas que o cão doente está produzindo e se é suficiente ou excessiva, podendo assim diagnosticar o problema.

 

Contraste no olho: por meio do colírio de fluoresceína, o veterinário poderá observar com mais clareza o fundo do olho e identificar a doença.

 

Biomicroscopia ocular: juntamente com o colírio, o médico irá observar a pálpebra, a conjuntiva, a córnea e todas as partes do olho detalhadamente.

 

Cultura bacteriana: o método consiste em colher amostras da secreção ou lágrima para avaliar se existe bactéria presente nos olhos.

 

Fundoscopia: conhecido como exame do fundo dos olhos, esse método permite observar as estruturas mais profundas do globo ocular.

 

Após o diagnóstico de conjuntivite, o médico-veterinário irá prescrever colírios ou pomadas com antibióticos e anti-inflamatórios. Se houver outras doenças ligadas a essa ocorrência, pode ser indicado um tratamento com medicamentos na veia do cachorro. A limpeza da região dos olhos com algodão e soro fisiológico também é apropriada para manter o local sempre higienizado.

 

Lembre-se sempre que a medicação caseira não é indicada para tratar nenhuma doença. Administrar remédios por conta própria poderá agravar o quadro e trazer problemas sérios à saúde do seu cachorro. Cuide do seu melhor amigo levando-o ao veterinário se notar qualquer tipo de alteração física ou psicológica. Somente um profissional poderá prescrever o melhor tratamento para sanar o problema em questão.

 

 

Alimentação de qualidade

Oferecer uma ração completa e balanceada vai ajudar a manter o seu cão saudável. A linha Professional Line é referência quando o assunto é nutrição. 

 

 

Uma boa pedida é a ração Max Professional Line Performance Adulto, sabor Cordeiro, Frango & Arroz. Um alimento Premium Especial desenvolvido com proteínas de alta qualidade e antioxidantes naturais que ajudam a manter saudáveis as defesas do organismo, além de reforçar a vitalidade do cão. Max conta com o extrato de Yucca que proporciona menor odor das fezes e prebióticos para melhorar a absorção dos nutrientes. 

Ingredientes selecionados, vitaminas e minerais balanceados é a certeza de saúde e longevidade ao seu melhor amigo. Conte conosco!

 

A linha completa dos nossos produtos, você encontra no nosso site:

 

https://www.maxtotalalimentos.com.br/produtos/adulto/max-professional-line-performance-adulto-cordeiro-frango-arroz/

 

 

Escreva um Comentário

Avalie o post: *

Artigos Relacionados