Ínicio > Cães > Saude > Adestramento de cães: importância e quando começar

Adestramento de cães: importância e quando começar

Adestramento de cães: importância e quando começar

O ato de adestrar um cachorro torna a convivência mais fácil e prazerosa; além, claro, de ensiná-lo comandos importantes. Quando falamos sobre adestramento de cães, logo vem à cabeça comandos como: sentar, deitar, dar a pata e rolar, não é mesmo? Mas saiba que a prática do adestramento vai além disso — um cão educado facilita muitas situações, como uma ida ao veterinário.

Como funciona o adestramento de cães?

O adestramento de cães filhotes costuma ser mais fácil, pois o animal ainda não criou hábitos ou vícios. É como se ele fosse um quadro em branco e você é quem vai preencher com os comandos certos.

Desde o começo da vida, eles precisam entender que há regras na casa, e é por meio do adestramento que o comportamento dos cachorros será moldado, de acordo com as suas regras.

É possível adestrar um cachorro adulto?

E se o cachorro já estiver na fase adulta? Não se preocupe, pode ser um pouco mais difícil, mas ainda é possível ensiná-lo. O segredo do adestramento de cães é ter paciência e não desistir nas primeiras tentativas — talvez ele não responda aos estímulos de forma tão rápida, mas com o tempo e a repetição dos exercícios o cão começa a assimilar os comandos e, a partir disso, tudo fica mais fácil.

Reforço positivo: o que é e como aplicar no adestramento de cães

No adestramento de cães, o reforço positivo consiste em recompensar o animal com algo que ele goste — petiscos para cachorro, bolinhas e brinquedos são ótimos exemplos disso! Elogios também contam, viu?

Quando o assunto é adestramento canino, a repetição é a chave do sucesso. Evite treinos muito longos, o indicado são 15 minutos por dia no máximo. Lembrando que é importante repetir os exercícios todos os dias, caso contrário, ter sucesso no treinamento será muito mais difícil.

Sempre que seu cachorro entender e obedecer a um comando, recompense-o por isso! É possível utilizar o Max Patê para ajudar no adestramento, confira no vídeo:

Por onde começar o adestramento de cães?

Ainda não sabe por onde começar? Vamos ajudar com algumas dicas importantes para quem quer adestrar um cachorro. Se contratar um adestrador não está nos seus planos, preste atenção nessas dicas, ensinaremos os principais comandos:

  • Ensinar cachorro a dar a pata: esse é um dos principais e mais simples comandos quando o assunto é adestramento. Qual tutor não se derrete ao segurar a patinha do seu cão, não é mesmo? A boa notícia é que eles costumam responder bem a esse comando.

Para fazer com que seu amiguinho dê a pata, comece escolhendo uma frase como “dá a patinha!” e use sempre a mesma para não confundi-lo. O próximo passo é segurar o petisco na frente do focinho do cachorro e depois escondê-lo, fechando a mão. Ele irá esticar a pata em sua direção e, mesmo se não levantar muito, não se esqueça de parabenizá-lo pela atitude (“isso mesmo” ou “parabéns”) e, claro, recompensá-lo com petisco!

  • Ensinar cachorro a sentar: mostre o petisco para o animal e movimente a mão sempre para cima, fazendo com que ele entenda que precisa sentar. Quando ele colocar o traseiro no chão, é a hora de dar o comando “senta” — seja firme no tom de voz, dessa forma ele entenderá o comando. Feito isso, é só dar o tão desejado petisco como recompensa pelo exercício cumprido!
  • Ensinar cachorro a deitar: primeiro você precisa fazer seu pet sentar, depois posicione o petisco acima do cachorro para que ele saiba que há uma recompensa ali. Desça até o chão e dê o comando “deita”, sempre com firmeza na voz, pois assim ele deitará para ganhar o petisco. Não tente empurrar ou forçar ele a ir até o chão, ok? Alguns cães levam mais tempo para responder ao estímulo e realizar o treino de forma correta, é completamente normal.
  • Ensinar cachorro a rolar: se quiser ver o seu cachorro rolar, ele precisa saber deitar primeiro. Nesse caso, você precisará segurar o petisco próximo ao rosto do pet (sem deixar que ele pegue o prêmio antes de rolar). Gire o petisco ao redor da cabeça do seu amiguinho e dê o comando “rola”, ele precisa associar o comando ao movimento. Agora é só elogiar e dar o petisco!
  • Como ensinar o comando não: sem dúvidas, esse é um dos comandos mais importantes para uma boa convivência entre cão e tutor, não é mesmo? Por isso é importante não associar o nome do cachorro ao comando. Não entendeu? Calma, nós explicamos!

Muitos tutores não conseguem ensinar o comando “não” por uni-lo ao nome do cachorro e eles acabam pensando que esse é o nome deles (ex: “Max, não!”, “Fred, não!”). Para que o cão entenda que aquela atitude não é legal, você deve dar o comando antes dele concluir a ação, isso é fundamental para um treinamento de sucesso. Do contrário, são poucas as chances dele entender que não deve fazer aquilo.

Adestrar um cachorro em casa realmente funciona?

Optar por adestrar seu cachorro em casa é uma ótima escolha. Dessa forma, você sabe como ele está sendo tratado e pode impor limites de acordo com a rotina. Para isso, é só ficar atento ao comportamento do cão e identificar quais são os problemas que precisam ser corrigidos. Adestrar é estimular ações positivas e quando feito de forma correta, seja em casa ou por um profissional, o sucesso é garantido.

Agora é hora de colocar nossas dicas em prática! E lembre-se: nem sempre o cachorro responderá aos comandos de primeira, tenha paciência e repita o exercício —  sempre respeitando o tempo do seu amigo de quatro patas, hein?

Artigos Relacionados