Ínicio > Cães > Comportamento > MEU C?O N?O PARA DE LATIR

MEU C?O N?O PARA DE LATIR

MEU C?O N?O PARA DE LATIR

SAIBA O QUE FAZER E COMO IDENTIFICAR CADA LATIDO

Latir é a forma dos cães “falarem”, ou entre si, ou com as pessoas, apesar de que muito do que querem dizer seja também expressado através de linguagem corporal. Assim, se o seu cão late demais é porque provavelmente tem algo para te dizer e você deve ficar atento.

Em outros casos, quando os cães latem em excesso, os motivos podem estar relacionados a comportamentos de ansiedade por separação, dor ou algum desconforto.

Em termos comportamentais deve-se atentar, por exemplo, se o seu cão demonstra outros sinais como urinar, defecar em locais inadequados, destruir objetos quando fica sozinho, ficar muito excitado quando o tutor entra ou sai de casa, entre outros que possam evidenciar que existe um problema comportamental que justifique o latido excessivo.

Relativamente, à patologias que possam causar mal-estar e dor no cão, deve-se estar atento a sinais como apatia, anorexia (deixar de comer), entre outros, que pareçam estranhos ao quadro habitual do cãozinho.

Separamos abaixo 7 motivos que podem fazer com que seu cãozinho lata demais. Olha só:

 

1.Excitação e brincadeira

Os cães podem latir por estarem excitados. Por exemplo, quando passeiam e veem pessoas ou outros cães, começam a latir sem parar. Às vezes esse latido é entendido como uma ameaça, no entanto, nada mais é do que alegria com a situação.

2. Alterações cognitivas

À medida que os cães envelhecem é possível que seu cérebro tenha um comprometimento em suas funções, assim como pode acontecer com as pessoas. Cães com este problema (síndrome de disfunção cognitiva) tendem a latir excessivamente e sem motivo, podem ficar desnorteados, passar muito tempo no mesmo local sem se mexer, ter alterações no sono, entre outros.

3. Ansiedade

Cãezinhos que sofrem de ansiedade podem latir excessivamente quando ficam sozinhos ou quando não têm a devida atenção por parte dos tutores.

A ansiedade é ruim para o cão e este comportamento pode ser um sinal para que o tutor procure ajuda ainda numa fase inicial, antes que os problemas comportamentais evoluam.

4. Chamar a atenção

O seu cãozinho late quando vai buscar um brinquedo ou quando está com você? Isto pode ser uma tentativa de chamar sua atenção, seja porque quer brincar, seja porque quer que dedique um pouco do seu tempo para ficar com ele.

Se este comportamento for excessivo, saiba que o melhor a fazer é não responder ou agir enquanto ele estiver latindo, para que ele não associe o latido como sinônimo de retorno positivo. Espere até que ele se acalme e pare de latir e só aí interaja com ele.

5. Medo

O medo pode ser outro motivo para que o cão lata insistentemente.

As motivações do latido amedrontado podem variar de acordo com o que costuma assustar o seu cachorro, mas a postura é mesma. Eles podem tremer pela tensão e costumam tentar se afastar do foco do medo, se retraindo num cantinho, demonstrando incômodo e desconforto com o rabo entre as patas traseiras. Dias de chuva com muitos trovões, fogos de artifício ou barulhos muito altos podem ser o gatilho para esse comportamento.

6. Sinal de Alerta

Especialmente raças conhecidas como bons cães de guarda podem latir muito para alertar o tutor de que algo está errado, seja porque ouviu um barulho estranho, sentiu alguém se aproximar ou porque notou alguma coisa diferente do normal.

Também pode acontecer quando alguém toca a campainha ou bate à porta, sendo que o cão começa a associar o barulho da campainha com a chegada de alguém e isso pode deixá-lo muito eufórico.

Para ajudar, invista na socialização do animal desde os primeiros meses de vida.

7. Dor ou mal-estar

Normalmente quando os cães sentem dor ou mal-estar podem latir, no entanto num tom mais de gemido. Ainda assim, este latido pode ser persistente se o cão não se sentir bem e pode até piorar caso encostem no local em que sente a dor.

 

Treinar o cão

Saber interpretar os tipos de latido do cão é essencial para que você consiga ajudar o seu amigo sempre que ele precisar.

Mas na maioria das vezes, quando o cão late demais, o motivo é mesmo, comportamental, portanto, a melhor forma de fazer com que o cão pare de latir é através de treino ou adestramento.

Esse treino pode começar em casa e ser feito pelo tutor, no entanto, em casos mais graves deve-se procurar a ajuda de um médico veterinário especialista em comportamento animal ou de um treinador de cães. É importante que o treino seja feito diariamente e realizado através de reforço positivo.

 

Escreva um Comentário

Avalie o post: *

Artigos Relacionados