Ínicio > Cães > Comportamento > Cães-guia: mais alegria e autonomia na vida de pessoas com deficiência

Cães-guia: mais alegria e autonomia na vida de pessoas com deficiência

Cães-guia: mais alegria e autonomia na vida de pessoas com deficiência

Dia 21/09 é o Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência, uma luta que tem como aliados amigos fiéis, dedicados e sempre dispostos a ajudar: os cães- guia!

Toda luta nos fortalece, e nos mostra com quem podemos contar. Quando não temos nenhum tipo de deficiência ou não convivemos com alguém que tenha, não paramos pra pensar na importância dos cães-guia na vida dessas pessoas.

Deficientes visuais e pessoas com paralisia cerebral, por exemplo, precisam de auxílio constante para se sentirem mais seguras e confiantes, para terem mais autonomia nas atividades diárias, além de uma companhia para todas as horas, com capacidade para identificar necessidades e perigos. E é aí que a presença de um cão-guia faz toda a diferença!

Eles são treinados por entidades especializadas no assunto e passam por diversas etapas de aprendizado até que estejam preparados para se adaptar e colaborar na rotina de uma pessoa com deficiência, seja ela auditiva, visual, motora etc. Isso requer cães de inteligência bastante elevada e treinos rigorosos, adequados ao tipo de trabalho que deverão realizar. Isso mesmo, trabalho!

É claro que muitas vezes, devido ao seu jeito dócil, sociável, tranquilo e carinhoso, nos esquecemos que o foco deles é trabalhar respondendo a comandos e ajudando em tarefas cotidianas como atravessar a rua, pegar objetos, chamar um elevador, acender e apagar luzes, abrir e fechar portas, entre outras. Por isso, quem recebe o cão-guia em casa também precisa aprender a conviver com ele, respeitando e contribuindo para que ele possa realizar sua função da melhor maneira possível.

Mais do que pets companheiros e amigos de quatro patas. Cães-guia são o “braço-direito”, parceiros de vida capazes de alegrar e trazer de volta parte da autonomia e da liberdade de quem convive com a deficiência. Com eles por perto a luta não deixa de ser difícil e desafiadora, mas com certeza fica mais leve.

 

Escreva um Comentário

Avalie o post: *

Artigos Relacionados