Ínicio > Cães > Alimentacao > Ração para cachorro idoso: por que precisa ser diferente?

Ração para cachorro idoso: por que precisa ser diferente?

Ração para cachorro idoso: por que precisa ser diferente?

É fato que todo tutor quer uma vida saudável para seu cão, principalmente quando ele se torna idoso e a disposição já não é a mais mesma. Por isso é muito importante oferecer a melhor ração para cachorro idoso.

Ração para cães idosos: o que muda?

Nessa fase, muitas doenças podem surgir, como diabetes, hipertensão arterial e até obesidade. É importante você entender que a alimentação canina é a chave para que tudo isso possa ser evitado. A ração para cães idosos precisa oferecer os nutrientes necessários para essa fase, por exemplo:

Proteínas: fundamentais para a manutenção da massa muscular.

Cálcio: ajuda na preservação dos ossos e evita o desgaste deles.

Ômega-3: contribui para o metabolismo e circulação sanguínea.

Vitamina A: antioxidante que preserva a saúde ocular e previne a cegueira noturna.

Cães idosos sofrem muitas mudanças, tanto no comportamento quanto no físico. Alguns cuidados podem minimizar o impacto dessas mudanças, a troca da ração para cães adultos pela sênior é um deles.

Como fazer a troca de ração para cachorro idoso?

Alguns tutores têm receio de mudar a alimentação por sentirem que seu cão está acostumado com a ração oferecida ao longo dos anos — e sim, eles se acostumam, mas isso não impossibilita que você faça a troca gradativamente.

Oferecer uma ração para cachorro idoso produzida especialmente para atender às necessidades dessa fase é essencial para quem busca proporcionar um envelhecimento saudável para seu pet.

Um cão em idade avançada tem a necessidade de consumir mais nutrientes e menos calorias, pois já não se exercita com a mesma intensidade e, por isso, não precisa ingerir muitas calorias.

A troca de ração também acontece por um fator importante: a obesidade. Cães idosos e obesos têm uma expectativa de vida menor, já que essa combinação se torna perigosa para a saúde deles.

Uma diferença entre as rações de cães adultos e de cães idosos, é o tamanho dos grãos. A ração é mais aerada ou com um furo no centro para que facilite a mastigação do cão na hora de comer, já que normalmente os cães idosos apresentam problemas dentários.

Alimentação de cães idosos

Os anos vão passando e a alimentação do cão vai sofrendo alterações. Isso é normal, afinal de contas, o organismo vai mudando e, com isso, a forma com que os nutrientes são absorvidos também.

O cachorro vai deixando de gastar energia e por isso deve-se diminuir a absorção de gorduras, caso contrário ele provavelmente irá ficar obeso. A obesidade é umas das doenças mais comuns em cães idosos que não passam por uma alteração na rotina alimentar.

O consumo de gorduras deve cair, mas é necessário aumentar as proteínas para manutenção da massa muscular (caso não haja doença renal crônica).

Pequenas porções de ração ajudam o organismo a absorver mais facilmente nutrientes. Então fica a dica: não encha o potinho, administre o alimento de forma consciente, sempre respeitando a quantidade de ração recomendada na embalagem.

Alguns cães começam a ficar mais agressivos com o passar dos anos. A agressividade se alterna com períodos de depressão e ansiedade, nos quais há notável perda de apetite.

Por isso é indicado o consumo de uma ração com alta palatabilidade, capaz de agradar os paladares mais exigentes.

Recomendações para cachorro idoso

Diminua a prática de exercícios. A resistência física do animal já não é a mesma e seu metabolismo é muito mais lento. Crie uma rotina efetiva de exercícios de acordo com as recomendações de um veterinário, assim, ele queima calorias, se mantém ativo e fortalece os músculos.

De forma alguma se esqueça da água, a hidratação é essencial para o funcionamento do organismo, principalmente em períodos mais quentes. Troque a água do potinho, em média, três vezes ao dia.

Leve o cachorro periodicamente ao veterinário. Sempre que puder peça uma bateria de exames, principalmente se o animal estiver com a idade avançada.

Uma boa alimentação contribui para o fortalecimento do animal como um todo. Basicamente, tudo depende da ração de qualidade que você oferece. Nutrientes, proteínas, vitaminas, tudo isso provém de uma fonte alimentar rica e nutritiva.

Melhor ração para cachorro idoso

Para garantir mais qualidade de vida ao seu cachorro idoso, conte com Max Professional Line Adultos Mature +7 Frango e Arroz, que oferece uma alimentação completa e nutritiva para animais a partir dos sete anos de idade.

A ração possui uma formulação equilibrada, com quantidades ajustadas de proteínas e fibras, e é enriquecida com prebióticos que ajudam a garantir fezes mais firmes. Além disso, o alimento conta com condroitina e glicosamina, que contribuem com a saúde das articulações.

Escreva um Comentário

Avalie o post: *

Comentários - Ração para cachorro idoso: por que precisa ser diferente?

Manuela

Excelente

Artigos Relacionados