Ínicio > Gatos > Saude-felina > Gatos idosos: cuidados necessários com seu velho amigo

Gatos idosos: cuidados necessários com seu velho amigo

Gatos idosos: cuidados necessários com seu velho amigo

Como qualquer animal em idade avançada, o gato idoso requer cuidado, atenção e visitas redobradas ao veterinário. Os gatos começam a demonstrar os primeiros sinais de envelhecimento a partir dos 8 anos, mas são considerados idosos a partir dos 12 anos de idade.


A expectativa de vida felina é de 14 a 16 anos, com alguns casos isolados de gatos idosos que atingiram os 20 anos. A raça tem pouca influência na expectativa de vida do gato, mas esta varia consideravelmente em função do ambiente do animal. Para um gato que vive fora de casa, a expectativa de vida é de apenas 10 anos. Os gatos castrados vivem mais no interior das casas e, portanto, estão menos expostos a acidentes.


Uma alimentação apropriada e de qualidade com ração para gatos permite combater os fenômenos patológicos e fisiológicos ligados ao envelhecimento, manter o peso do gato em seu nível ideal, e contribuir para a prevenção de problemas urinários.


Os sinais do envelhecimento começam a aparecer quando o gato idoso se torna mais sedentário e brinca menos, com tendência a engordar. Os dentes podem ficar escuros e até cair, além da probabilidade de gengivites. A ração para gatos Max Cat ajuda a controlar problemas com os dentes e acumulação de tártaro.


A visão, audição e paladar do gato idoso podem se reduzir, além de o pelo ficar menos brilhante, e cair com mais frequência e quantidade. A agilidade também pode diminuir, e se ele já não consegue saltar para os seus locais favoritos, dê uma ajuda.


Por fim, faça de tudo para seu gato idoso se sentir amado: mime-o, desfrute da sua companhia, não o ignore quando ele chama a sua atenção, faça ainda mais festas e esteja com ele até ao fim! Mais do nunca, não o abandone.

Artigos Relacionados