Ínicio > Gatos > Saude-felina > Cuidados com gatinhos surdos

Cuidados com gatinhos surdos

Cuidados com gatinhos surdos

Que esses anjinhos precisam de muito amor e carinho já sabemos, né? Mas e um gatinho especial? Um gatinho que não pode ouvir? Quais os cuidados a mais que precisamos ter nessas situações?

Primeiramente, você precisa ter certeza de que esse é o caso do seu amiguinho. Então, para diagnosticar o seu gatinho, faça barulho por perto, e se ele não se assustar ou procurar de onde vem o som, leve para visitar um médico veterinário, pois só ele poderá confirmar. Se o caso do seu animalzinho for esse, não se preocupe! Ele será feliz e amado assim como qualquer outro gatinho. Serão necessários apenas alguns cuidados extras. Vamos conferir quais são?

O primeiro passo é comprar uma coleira com uma bolinha contendo um guizo, assim, você sempre estará atenta ao paradeiro desse anjinho através do barulhinho que ele irá fazer. E nessa situação, é muito importante não deixar o gatinho sair de casa sozinho, pois imagine: se a rua já é um lugar perigoso para um gato que não tem dificuldades, imagine para esses anjinhos especiais! Então, coloque telas nas janelas e preste atenção para qualquer meio que ele possa utilizar para sair da casa sozinho.

Uma ótima dica é fazer os mesmos gestos para situações como "hora de dormir" ou então "hora do lanchinho", desta forma, ele irá relacionar e entender quando for a hora de cada coisa. Ao chamar atenção dele para algo, procure não assustá-lo. Nesse caso, tente acenar, fazer carinho ou pisar no chão para que ele note a vibração. Lembrando que devemos ficar atentos para algo que eles queiram nos dizer, então, desconfie sempre quando estiver fazendo algo que não seja habitual e procure saber o que ele está desejando.

Para os anjinhos surdos, em especial, estimular o olfato é fundamental! Então, utilize sempre o mesmo perfume, assim ele associará você ao cheiro. Brinquedos como os comedores-brinquedos (aqueles com compartimentos para petiscos e ração) são ideais, pois além de estimular o olfato, garantem muita diversão!

Agora vamos falar dos gatinhos mudos. Esses casos são mais particulares, pois podem ser confundidos com aqueles que não são muito fãs de "jogar conversa fora" e são mais quietinhos, o que é bem normal de acontecer. Nesse caso, apenas um veterinário poderá diagnosticar com precisão se seu anjo é realmente mudo. Se esse for o caso do seu amiguinho, muitas das dicas que demos acima podem ser utilizadas.

Devemos lembrar que os demais cuidados devem ser iguais aos de um gatinho que não seja mudo e/ou surdo. Preste atenção à alimentação, hábitos, saúde de dentes e unhas, higiene e, é claro, as visitas ao médico veterinário. E lembre-se de brincar muito com eles e dar muuuuito amor e carinho! Pois além de ser essencial para que esse amiguinho seja muito feliz, ele poderá intensificar o tato, se tornando muito mais afetivo.

Artigos Relacionados