Selecione o idioma:
Você está em: Gatos > Comportamento felino > Segredos da lin...

Dicas e cuidados com o seu gato

Segredos da linguagem felina

Segredos da linguagem felina

Ele mia pra cá, ronrona pra lá, sacode a cauda, dá uma arranhadinha aqui, uma ouriçada ali… Mas você sabe o que seu gato quer dizer, quando faz cada uma dessas coisas?

Os felinos se comunicam com a gente e com outros animais através de sinais. Alguns comportamentos dos bichanos que, a princípio, podem parecer estranhos ou simplesmente bonitinhos de se ver, muitas vezes são formas que eles encontram de “falar” o que querem e expressar o que estão sentindo.

Ao contrário do que muita gente pensa, os gatos não só gostam como também procuram por carinho. Mas como saber quando ele está a fim? Simples: a maioria dos felinos fica se esfregando nos donos quando quer ganhar um afago.

É muito comum também o bichano ronronar – aquele barulho que parece com um ronco bem baixinho – enquanto recebe um carinho. É a maneira dele te dizer que está adorando aquele momento!

No entanto, vários sinais são aprendidos apenas com a convivência. Sinais particulares, entre você e seu gato. Subir na pia e começar a miar querendo que o dono abra a torneira para que ele possa beber água é um bom exemplo. Com certeza uma pessoa que não conhece a relação de vocês dois, dificilmente vai entender o que isso significa.

Por outro lado, não só as pessoas que não convivem com o gato podem ficar perdidas diante de certas atitudes. Alguns comportamentos dos felinos podem ser um mistério até para o próprio dono.


Por exemplo: geralmente, os proprietários não entendem porque o gato pede comida, miando, mesmo quando ainda há alimento na vasilha. Isso pode acontecer porque os bichanos curtem muito ver os donos obedecendo, e adoram que tudo saia do jeito que eles querem. Então pedem que você encha seu prato mesmo quando já está cheio ou quando não estão com fome. Pois é!

Os gatos também dão algumas dicas quando estão assustados: fazem um barulho que parece um chiado e arrepiam os pelos que, muitas vezes, faz com que eles pareçam duas vezes maiores do que realmente são.

Os felinos também colocam as orelhas pra trás, geralmente antes de um ataque, pois a orelha é uma parte muito frágil e pode ser facilmente atingida durante um eventual confronto.

Mas não é só com a gente que os gatos curtem levar um papo. Mesmo aqueles que vivem solitários, se comunicam com outros animais. Arranhar objetos, móveis, árvores é também uma forma dos felinos se comunicarem. A marca que as unhas produzem é uma espécie de sinal que o bichano deixa para avisar aos outros que esteve por lá. Por serem muito territorialistas, alguns peludos também podem fazer isso demarcando o território com urina.

Esfregar a cabeça em lugares específicos também é uma forma de comunicação. Perto das orelhas do gatinho existe uma glândula que produz substâncias chamadas de feromônios. São cheiros capazes até de mudar o comportamento de outros bichanos. Um exemplo da utilização dessa substância entre os felinos é como calmante: eles sentem o odor e percebem que o gato que passou por ali estava amistoso. Tamanha a eficácia dos feromônios que já são produzidos artificialmente por alguns laboratórios. São encontrados em Pet Shops e você pode usá-los para acalmar seu amiguinho.

 

E agora, você já consegue entender melhor seu amiguinho!? =^.^=