Ínicio > Cães > Comportamento > Como saber se seu cachorro está entediado e o que fazer

Como saber se seu cachorro está entediado e o que fazer

Como saber se seu cachorro está entediado e o que fazer

O tédio é, geralmente, o maior obstáculo de um pet.

Com água, comida e um lugar seguro para dormir sempre à disposição, eles geralmente não têm que se esforçar muito como naturalmente fariam na natureza, onde precisam caçar, buscar locais seguros para dormir, entre outras atividades.

Descobrir se seu cachorrinho tem sintomas de tédio é muito simples, é só ficar atento a algumas características que eles apresentam. Aqui vão alguns exemplos de sintomas típicos:

• Dormir demais;

• Comer demais ou perder o apetite repentinamente;

• Destruir móveis e objetos em acessos de ansiedade;

• Latidos frequentes ou choro compulsivo;

• Falta de interesse;

• Carência insaciável;

• Comportamento compulsivo e autodestrutivo, como lamber-se, correr em círculos, morder as próprias patas, entre outros;

• Comportamento obsessivo por objetos ou atividades, especialmente os que antes não atraiam o animal.

O ideal, depois de constatados um ou mais sintomas, é chamar um veterinário para descartar a possibilidade de ser uma doença. Feito isso, é hora de começar a tomar uma atitude em relação ao problema.

Da mesma maneira que nós procuramos atividades prazerosas quando estamos entediados, o seu cachorrinho também espera por isso! Porém, muitas vezes, ele não sabe como agir e acaba por expressar a frustração com esses comportamentos prejudiciais.

Mas você pode escolher atividades prazerosas e saudáveis para ele, e é isso que é o mais recomendável.

Aqui vão algumas dicas importantes para combater o tédio:

• Exercite o cachorro.

É ideal que o passeio seja feito diariamente, bem como brincadeiras juntos. Mas como o tempo nem sempre permite, considere um pet sitter, um dogwalker, ou mesmo um parente ou amigo que possa fazer às vezes de cuidador.

• Deixe que ele tenha acesso a janelas ou portões.

Com restrições, limites e muita segurança! É importante que ele possa ver o lado de fora, estar em contato, que possa ouvir outros cachorros.

• Tenha brinquedos interativos.

Existem jogos interativos que vocês podem fazer juntos ou apenas brinquedos para que ele fique ocupado durante muitas horas. A bolinha que libera ração (que pode ser feita com garrafa pet também), o quebra-cabeça com snacks e muitas outras opções podem ajudar.

Comedouros que oferecem desafios ou demandam esforço são boas opções também!

• Esconda a ração e faça uma caçada.

Faça com que ele procure pela comida, que ache partes dela em cômodos diferentes, faça com que ele tenha que farejar, descobrir, encontrar. Isso o aproxima de sua natureza e faz com que tudo seja mais ativo e saudável.

• Faça rodízio com os brinquedos.

Não o deixe brincar sempre com os mesmos e nunca deixe todos à disposição de uma só vez. Ele pode se cansar muito fácil.

Fazer uma rotação é a melhor opção. Ele vai sentir como se sempre houvesse uma novidade.

• Se puder, leve mais um pet para casa.

A convivência com outros animais enriquece e ocupa seu pet mais antigo, a adoção salva a vida do novo irmãozinho e, é claro, você vai ter a maravilhosa sensação de ser mamãe outra vez!

Seguindo passos simples e prestando atenção nas atitudes e necessidades dele, tudo pode ser resolvido com organização e dedicação. Afinal, o que há de mais importante que eles em nossa vida?

Artigos Relacionados