Ínicio > Cães > Comportamento > 4 dicas para evitar que o cachorro fuja pelo portão

4 dicas para evitar que o cachorro fuja pelo portão

4 dicas para evitar que o cachorro fuja pelo portão
O seu amigão sente a sensação de liberdade ao ver o portão de casa se abrindo e não mede esforços para sair correndo? Saiba que você não é a única pessoa a passar por isso e o mais importante, compreenda que essa atitude não significa um sinal de fuga do seu cão.
 
A percepção de ser livre e independente é da própria natureza do cachorro, mesmo quando domesticados e muito bem acolhidos em casa pela sua família. Essa atitude pode estar relacionada a diversos fatores, como biológicos e instintivos do animal.
 
O cio pode ser um dos principais estímulos para o cachorro sentir vontade de sair para a rua, pois estimula tanto a cadela, quanto o macho, que sente o cheiro de uma cadela no cio pela região.
 
O próprio instinto de caça e a vontade de desbravar o território é a tradução de aventura na certa para os cães, principalmente quando ainda jovens, mas se forem mais velhos, é preciso ficar atento porque podem ficar desorientados ou se perder em trajetos que fazem com frequência.
 
Outros fatores preocupantes como maus tratos, a falta de alimentos e a ausência dos donos em casa, podem fazer com que o cão fuja quando encontram uma possibilidade para isso.
 
Mas como resolver esse problema? Listamos 4 dicas para fazer com que o seu melhor amigo fique sempre em casa com segurança e perca essa mania de fugir ao abrir o portão!
 
1 – Adestramento Básico
A primeira dica é o adestramento básico de obediência que pode ser realizado em casa e por você mesmo. Comece educando o cão para não fugir quando você chegar e faça com que fique parado. Isso pode ser feito com palavras de comando e recompensando-o com um petisco. Exemplos de palavras de comando: senta, deita, fica e vem!
 
2 – Castração
O seu cão é castrado? Essa é uma das principais alternativas para evitar que o melhor amigo seja um fujão. Além de benéfica para a saúde, a castração evita gravidez indesejada e deixa o seu cachorro mais calmo!
 
3 – Limites
É muito importante que você estabeleça limites para o seu cachorro e delimite o ponto máximo em que pode chegar. Especialistas recomendam que seja colocada uma corda para demarcar o espaço no chão e não deixar que o cão passe para o outro lado, reforçando as palavras de comando e o agrado quando o cão obedecer.
 
4 – Repetição
Outra dica muito legal é prender o cachorro em uma coleira e fazer com que ele sente. Fique segurando a guia e abra o portão. Se o cão correr, mencione as palavras de comando para que ele volte para casa e feche o portão. Faça esse treinamento quantas vezes forem necessárias para que ele compreenda. Quando chegar o momento dele não fugir, caminhe para fora do portão segurando a coleira e peça para que ele o acompanhe, mas se o cão correr primeiro, volte para dentro e tente novamente. Faça isso até que o amigão compreenda que a saída por aquele lugar só será possível com a sua permissão!

Artigos Relacionados